O que você procura?

Evento contou com a participação de 13 países.

Brasília, 29/08/2018 – O Ministério da Justiça participou, nesta terça-feira (28) do IV Encontro da Aliança Latino-americana Anti Contrabando – ALAC. O evento, realizado no Palácio do Itamaraty, contou com a presença de 13 países da região e teve como objetivo estabelecer ações compartilhadas para o controle do comércio ilegal de vários produtos.

A primeira mesa de debates contou com a presença do presidente do Conselho Nacional de Combate à Pirataria e aos delitos contra a propriedade intelectual (CNCP), Claudenir Brito Pereira, que alertou sobre a necessidade de colaboração de todos para enfrentar este tipo de crime. “Combater o comércio ilegal vai exigir de todos nós uma parceria muito grande, dos órgãos público e privados dos diversos países, já que o consumidor ainda tem dificuldade de entender ou de aceitar que, quando ele compra um produto ilegal, ele está financiando o crime organizado”.

O presidente do CNCP reforçou, ainda, a necessidade da educação para o combate à compra e venda de produtos ilegais. “Eu concito a todos nós que reforcemos este aspecto educacional no combate à pirataria e ao contrabando. Só assim nós teremos uma sociedade e um comércio mais justo, tanto para aqueles que são os detentores das marcas quanto para os consumidores” afirmou.

 

Redes Sociais

Política de Privacidade e Uso

Search